Na página "Sobre o autor do site Guardiões das Riquezas" deste site é exposto que o autor do site, Eduardo Bianchi, faz tratamento psiquiátrico desde o ano de 1987 para Psicose Maníaco Depressiva (atual Transtorno Bipolar de Humor) e para Esquizofrenia Paranóide.
Acontece que esse tratamento psiquiátrico de Eduardo Bianchi é tão controversial que já rendeu até um livro publicado por Eduardo Bianchi de nome "Guardiões das Riquezas" (Scortecci Editora, 2003) e a venda no site da Livraria Asabeça (www.asabeca.com.br).
A posição de Eduardo Bianchi sobre esse tratamento psiquiátrico é totalmente negativa, discordante desde o seu princípio há mais de 30 anos.

Eduardo Bianchi tenta um diálogo com os psiquiatras envolvidos no seu caso já há mais de 20 (vinte) anos mas sem sucesso pela recusa destes psiquiatras em discutir o assunto do diagnóstico psiquiátrico de 1987.

Eduardo Bianchi já relatou esta situação psiquiátrica para o Ministério da Saúde Brasileiro e para o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (duas vezes, entre os anos de 2011 e 2013) mas também sem sucesso algum.

No dia 26 de outubro de 2017, Eduardo Bianchi relatou toda a sua história psiquiátrica desde a sua origem ao Ministério Público do Estado de São Paulo e no dia 30 de outubro de 2017 este Ministério Público respondeu não ser de sua responsabilidade este caso e sugeriu que Eduardo Bianchi procurasse um advogado particular ou um advogado do Estado (Defensoria Pública) de sua confiança para abrir um processo judicial contra as Testemunhas de Jeová e contra os psiquiatras e instituições de saúde envolvidas neste caso.

A total falta de atenção de psiquiatras e instituições de saúde neste caso somente mostra que, na verdade, eles não tem argumentos que justifiquem esse diagnóstico psiquiátrico, além de ser um atestado de culpa que estes psiquiatras assinam embaixo sobre a falsidade desse diagnóstico de Eduardo Bianchi.

A verdade é que desde sua origem até os dias atuais, TODOS os psiquiatras que consultaram Eduardo Bianchi NÃO POSSUEM um consenso sobre o real diagnóstico psiquiátrico feito em 1987. Os rótulos de psicótico e esquizofrênico de Eduardo Bianchi até o momento carecem de provas contundentes sobre as suas veracidades.

Para Eduardo Bianchi ele nunca teve nenhum distúrbio mental ou doença psiquiátrica nenhuma. Foi tudo um muito lamentável mal entendido.

A culpa única e total por este diagnóstico psiquiátrico foi da religião Testemunhas de Jeová, a qual Eduardo Bianchi foi membro por quatro anos e meio na década de 1980. Devido ás discordâncias de Eduardo Bianchi quanto as doutrinas fanáticas dessa religião os líderes dessa denominação religiosa definiram o escritor Eduardo Bianchi como sendo portador de doenças mentais e o conduziram até um pronto socorro psiquiátrico onde fizeram esse equivocado diagnóstico.

O local que originou o diagnóstico psiquiátrico de Eduardo Bianchi no dia 17 de abril de 1987 foi o Hospital São Paulo (Escola Paulista de Medicina) que pertence a UNIFESP (Universidade Federal do Estado de São Paulo). Eduardo Bianchi também recebeu atendimento psiquiátrico por quatro anos no Hospital das Clínicas de São Paulo (quando foi internado por duas vezes no Instituto de Psiquiatria no ano de 1989). Ele passou como paciente psiquiátrico também por duas clínicas pertencentes ao Governo do Estado de São Paulo e, nos últimos doze anos, é paciente psiquiátrico da clínica particular de nome Núcleo - Sistema de Saúde Mental - localizada na cidade de São Paulo.

Como já é de conhecimento de qualquer pessoa informada, a psiquiatria tem um péssimo histórico de tratamento de seus pacientes já a muitas décadas aqui no Brasil. Suas medicações são nocivas a saúde e podem levar a várias doenças graves, inclusive a doenças cardiovasculares (incluindo um grave infarto agudo do miocárdio) e seus diagnósticos não são baseados em exames médicos.

Para Eduardo Bianchi, a psiquiatria nunca o ajudou em nada, aliás só trouxe inúmeros e enormes transtornos á sua vida desde o seu diagnóstico inicial até os dias atuais.

Eduardo Bianchi é sim uma pessoa de muito grande inteligência e de enorme visão dos fatos que o cercam.

O autor Eduardo Bianchi declara que não pode fazer mais nada se as pessoas preferem acreditar em psiquiatras do que nele próprio quando se trata de seu diagnóstico psiquiátrico.

Eduardo Bianchi está com sua consciência limpa e tranquila a esse respeito, pois sabe que não possui doença ou transtorno mental nenhum e já apresentou publicamente provas mais que suficientes sobre este assunto. Se as pessoas não quiseram acreditar nele e preferiram acreditar nos psiquiatras, o escritor Eduardo Bianchi não pode fazer mais nada a esse respeito. Eduardo Bianchi está totalmente tranquilo que fez sua parte de forma completa.

Para entrar em contato com o escritor Eduardo Bianchi, favor enviar e-mail para:

eduardob1966@gmail.com

Texto publicado no dia 28 de novembro de 2015.

Texto revisado e atualizado no dia 11 de novembro de 2017.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!